Três ideias de Detox - que não são alimentares!

14.02.2018

Detox é um termo que está muito em alta. Vira e mexe vemos reportagens em revistas, na internet e em blog com um suco detox novo e uma dieta desintoxicante que propõe que você tome sucos verdes por um mês e só. Nada contra as desintoxicações, acho importante termos momentos para dar um tempo pro corpo e nos conhecermos melhor, mas também acho legal questionarmos as modas alimentícias e o que está por trás delas. Será que o 'detox' realmente faz sucesso pelo bem que causam ao corpo e a mente ou por ajudarem a alcançar o padrão estético e de vida que estão na moda? Questionamentos à parte, é fato que nesse período do ano, depois do Carnaval, surgem mil detox com propostas diferentes e todos com um objetivo: emagrecer, se livrar das calorias e toxinas extras resultante dos excessos do carnaval. Entendo o objetivo e respeito, mas a proposta desse post é justamente ir além disso e buscar melhorar e 'desintoxicar' hábitos que realmente podem ser nocivos a nossa saúde ou que, por costume e hábito, não paramos para analisar ou refletir sua real necessidade e seus efeitos em nossas vidas. E se é verdade que o ano só começa depois do Carnaval, a ideia é começar o ano bem, livre daquilo que nos faz mal e nos conhecendo melhor! 

1. Detox digital 

Já parou pra pensar o tempo que você gasta nas redes sociais, no computador e no celular? Tenho certeza que é mais do que realmente é necessário. E o pior de tudo, é que muitas vezes ficamos lá horas e horas no celular atualizando o feed do instagram e do facebook, sem acrescentar absolutamente nada na nossa vida. Além disso, os efeitos nocivos do excesso de tempo no celular são muitos: dá insônia, dores de cabeça, excesso de estímulos pro cérebro, podem ajudar a desenvolver problemas de vista e, de quebra, ainda faz a gente perder muitos momentos gostosos em que poderíamos socializar, ler um livro e ver um filme bacana. É por isso que a proposta de um detox digital é muito interessante, principalmente pra que você perceba de uma maneira mais ampla o quanto você usa e depende do seu celular. Algo que é tão difícil de ver quando estamos super dentro de uma rotina digital. 

Pra começar o detox eu indico baixar algum aplicativo para monitorar seu uso de celular, Menthal, Space e QualityTime (o melhor) são alguns deles. Com esses aplicativos, você pode saber o tempo que fica na tela do celular e em quais atividades você gasta seu tempo, o que costuma ser sempre chocante. Então, diante desses dados você pode planejar como vai equilibrar melhor o seu tempo no celular e em outras atividades e se isso é realmente necessário.

Você também pode optar por ser um pouco mais radical e separar alguns dias para ficar sem acessar o celular ou acessar somente algumas funções como ligações, e-mails e mensagens, por exemplo, funções mais necessárias no dia-a-dia. Enfim, a ideia é que você mesmo se conheça e busque maior qualidade de vida e o melhor uso possível do seu tempo! Custa nada tentar, né?

 

2. Detox de pessoas tóxicas

Existem momentos da vida em que deixamos que pessoas tóxicas se aproximem de nós e baguncem a nossa vida. Seja lá qual for o motivo pra isso, a questão é que não precisamos ficar perto de pessoas que nos fazem mal. Geralmente, as pessoas tóxicas não fazem tudo de propósito, elas mesmas passam por problemas e acabam refletindo isso nas pessoas que estão próximas a elas. Mesmo assim, se uma pessoa tem comportamentos que te fazem mal, você pode, e deve!, se afastar dela. Claro que isso pode ser feito da maneira mais gentil e amorosa possível, mas não deixe de fazê-lo. Se você tem uma pessoa tóxica na sua vida, provavelmente já pensou nela ao começar a ler o tópico. Mas se ainda tiver na dúvida, aí vão algumas dicas pra identificar essas pessoas.

Existe alguém na sua vida que te coloca sempre pra baixo, critica constantemente suas ações, atitudes e sua autoestima fica abalada depois de um tempo com ela? Você se relaciona com alguém que faz muitas exigências sobre como você deve se comportar, agindo de maneira agressiva ou manipuladora quando você tenta dizer não ou não age de acordo com o exigido? Essa pessoa briga com você com uma frequência maior que a aceitável e por motivos que você não entende bem? Quando você tenta conversar sobre algo que te incomoda na relação com a pessoa ela inverte a situação e te coloca como culpada?

Esses são apenas alguns comportamentos abusivos que podem acontecer em qualquer tipo relação. É claro que existem relações em que romper laços e se afastar da pessoa completamente pode ser difícil, é o caso de relações familiares, por exemplo. Nessas situações o melhor a fazer é buscar um afastamento mínimo e que seja saudável para você em relação a pessoa e tentar, caso você se sinta pronta e confortável, um diálogo calmo que deixe claro pontos que te afetam e como você se sente em relação a eles, evitando ao máximo acusar e exigir mudanças por parte da pessoa. Dessa forma, você cria um diálogo mais delicado, em que não há acusações diretas, facilitando que a pessoa te ouça e entenda seu lado. 

 

3. Detox de pensamentos

Não adianta ser zen, natureba, fazer meditação, ser a melhor pessoa do mundo, vira e mexe surge aquele pensamento intruso na nossa cabeça e que deixa a gente mal, ansioso, nervoso, tenso ou que se refere a outra pessoa ou a gente mesmo de uma maneira não muito gentil. São os pensamentos negativos que surgem do nada e são capazes de mudar nosso humor, a maneira como agimos, nos relacionamos e atrair algumas coisas ruins pra nossa vida. É claro que esses pensamentos acontecem, são normais. Todo mundo pensa coisas ruins e isso não precisa gerar culpa ou desespero.

A proposta do detox de pensamentos é justamente identificar esses pensamentos quando ocorrem, porque muitas vezes nem percebemos que estamos pensando coisas ruins, e simplesmente substituí-los por coisas boas. É ficar atento aos pensamentos e aos fluxo deles, cuidando para que eles sejam o mais positivo e carinhosos possíveis. Perceba a frequência com que você reclama das coisas, com que você pensa coisas ruins em relação a você mesma, ao seu corpo, ao seu comportamento, note se você tem pensamentos críticos em relação aos que estão a sua volta e se você sempre vê o lado negativo das coisas. Caso isso ocorra, pense em algo positivo imediatamente. Por mais que isso pareça um pouco forçado a princípio, você vai treinando seu cérebro e mudando o padrão negativo. Naturalmente você começa a pensar coisas melhores e isso tem resultado na sua qualidade de vida, autoestima e na relação com as pessoas, você vai ver! 

 

Tags:

Share on Facebook
Please reload

Search By Tags
Recent Posts

October 17, 2018

Please reload

APPETIZING
ADVENTURES
-
COOKBOOK

© 2023 by APPETIZING ADVENTURES. Proudly created with Wix.com

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Pinterest Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon